Hoje é segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Publicidade

VIVA O FUTEBOL DO INTERIOR

16 de abril, 2017 às 20:17 - por Luis Fernando Fracasso

 

  • AIMORÉ – Quando se fala da tabela de classificação do Aimoré na Divisão de Acesso, não temos muito o que argumentar, pois contra números não há argumentos. O Índio Capilé lidera o Grupo A com 14 pontos. Contudo o Aimoré contra o Santa Cruz emplacou o quarto empate no Estádio Cristo Rei, onde está o problema? Está nas partidas no Estádio Cristo Rei? Ocorre, que tirando o jogo contra o Guarani de Venâncio Aires que terminou 0 a 0, o Aimoré nos demais jogos saiu vencendo e não conseguiu segurar o resultado. Muitos falam, opinam, e qual será o problema? – o time tem jogadores experientes, como Elton, Thiago Corrêa, Diogo, Digaô, Renato Saldanha, jogadores que poderiam fazer a diferença na hora da vantagem?  Seria o sistema que Claiton Santos implementou? De tudo que está sendo dito e registrado por partes da imprensa, torcedores uma coisa é certa, este quarto empate já incomoda o grupo. Cabe agora pensar, refletir onde o time está errando.
  • AIMORÉ II – A equipe índia tem ainda 15 pontos para serem disputados nesta primeira fase, sendo somente dois jogos em casa, contra o Guarany de Bagé e o Avenida. Fora de casa serão contra o Guarani de Venâncio, Pelotas, e Inter em Santa Maria. Neste quesito deve ser o que deixa a torcida aflita, se o Aimoré não for bem nos próximos jogos, os empates em casa serão determinantes na tabela;
  • AIMORÉ III – Com pouco dinheiro para a gestão do futebol, o Aimoré teve que usar a criatividade para contratar. Utilizou critério caseiro e contratou dois jogadores que já vinham treinando no Estádio Cristo Rei. Na última quinta-feira(13/04), encerrou o prazo para inscrição da Divisão de Acesso. No BID do dia 13 de abril, consta duas contratações para o clube índio. O meia Deivis Thiago, 35 anos – (que já atuou pelo Jubilo Iwata, Grêmio, Cerâmica e o último vínculo era o Santa Elena de Goiás) e também o meia Léo Rincon, 21 anos – (que já atuou pelo Figueirense, Flamengo de Guarulhos, Corinthians e seu último vínculo era o Guaratinguetá);
  • NOVO HAMBURGO – É difícil explicar os números do Esporte Clube Novo Hamburgo sem precedentes no Gauchão 2017. Vamos deixar os números de lado, e vamos somente pensar no desempenho. O encaixe da equipe é nítido, e o plantel compreende o técnico Beto Campo e Beto compreende o que ele tem à disposição. Creio que este fator, é o principal do Nóia chegar na última partida das semifinais jogando somente por não tomar gol, para ir à final.
  • SAPUCAINSE – Como é bom ver o Grêmio Esportivo Sapucaiense jogando novamente no Estádio Arthur Mesquita Dias. E melhor ainda ver o futebol profissional sendo gerenciado por profissionais do meio. Acerta o presidente Chico Christianetti, em ter ao seu lado Irani Teixeira, Alê Menezes e os demais profissionais que estão trabalhando no campeonato da Segunda Divisão Gaúcha no Sapucaiense.

 

 

Autor

Luis Fernando Fracasso

fernandofracasso@visaodovale.com.br

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados