Publicidade

Sapucaia do Sul: Peça teatral “Malak O Anjo Diferente” aborda inclusão em escola de Sapucaia

01 de setembro, 2018 às 09:35 - por Redação do www.visaodovale.com.br

Os alunos da Escola Municipal Alberto Santos Dumont, de Sapucaia do Sul, aprenderam hoje, 31 de agosto, sobre superação e inclusão. A lição foi dada pela Companhia de Teatro Trivoli, que levou à instituição a peça teatral Malak – O Anjo Diferente. Os atores, a maioria com deficiência, são da Associação Legato, de Canoas. O prefeito Dr. Luis Rogério Link, e o secretário de Educação, Luciano Rodrigues, assistiram à peça junto com os estudantes e comunidade.

O prefeito elogiou a iniciativa da escola em realizar a atividade, alusiva à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. “Trazer esta peça para a escola foi uma belíssima demonstração de inclusão e de talento. Precisamos terminar com o preconceito e a discriminação, e refletir sobre a inclusão das pessoas com deficiência. Sem dúvida, a arte é uma ótima forma de inclusão”, disse o prefeito.

Dr. Link também destacou o trabalho especializado realizado nas escolas municipais, através das Salas de Recursos Multifuncionais instaladas nas escolas. Os espaços atendem estudantes com diferentes deficiências intelectual, sensorial e física, e com transtorno global de desenvolvimento ou altas habilidades. Na Sala da Escola Santos Dumont, 34 estudantes com deficiência recebem atendimento especializado no contraturno escolar.

Para a diretora da instituição, Magda Beatriz dos Santos, a peça é um ótimo exemplo para todos os estudantes da escola, com ou sem deficiência. “É uma oportunidade ímpar de todos tomarem consciência da capacidade de superação das pessoas com deficiência”, comentou.

Autismo: A peça, que tem como foco o autismo, conta a história de Malak, um jovem que se sentia diferente das outras pessoas. Na plateia, Heitor Bandeira, 6 anos, assistia a apresentação ao lado da mãe, Eliane Bandeira Nascimento, 41 anos. O menino, que é autista, é aluno da escola e frequenta a Sala de Recursos Multifuncionais. “Ele também recebe atendimento no CAPSi e na APAE, e faz escotismo e futsal na Praça do CEU. Hoje meu filho é gente, e devo isso à Sapucaia. Em outra cidade ele não teria este atendimento”, disse Eliane.

Foto: Divulgação

Redação do www.visaodovale.com.br/ Colaboração: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Sapucaia do Sul

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovale.com.br

Publicidade

quero-quero-banner-1024x97

2016 - Todos os direitos Reservados