Hoje é terça-feira, 22 de maio de 2018

Publicidade

SÃO LEOPOLDO: SEMAE BUSCA EM BRASÍLIA LIBERAÇÃO DE RECURSOS PARA CONSTRUÇÃO DA ETE PRADINHO

15 de maio, 2018 às 10:19 - por Redação do www.visaodovale.com.br

Foto: Divulgação SEMAE

Nessa segunda-feira (14), o diretor-geral do Semae, Anderson Etter, e o diretor de Planejamento e Expansão da autarquia, Júlio Macedo, estiveram em agenda no Ministério das Cidades, em Brasília. Na pauta da reunião, as tratativas para liberação dos recursos federais que subsidiarão a construção da Estação de Tratamento de Esgoto do Pradinho.

A ETE, orçada em R$ 76 milhões, ampliará a capacidade da Bacia Vicentina – que integra o Sistema de Esgotamento Sanitário de São Leopoldo. Prevista para ser construída em duas etapas, contempla a implantação de novas de redes coletores, novas ligações e Elevatórias de Bombeamento de Esgoto (EBEs). Cerca de 78 mil habitantes serão atendidos nos bairros Morro do Espelho, Vicentina, Centro, Fião, Vila Otacília, Batista, Padre Reus, Cristo Rei, Vila Tereza, Duque de Caxias e Cohab Duque. “A confirmação de nossa capacidade técnica e econômica tem garantido a retomada da credibilidade junto aos agentes financiadores. A paralisação da obra da ETE Vicentina, no governo passado, gerou prejuízos para a cidade. Mesmo assim, iniciamos uma gestão em 2017 reforçando nosso compromisso de recuperar o Rio dos Sinos e de oferecer qualidade de vida à população leopoldense, a partir da saúde proporcionada com o tratamento de esgoto”, explicou Etter.

A obra da ETE Vicentina, mencionada pelo diretor-geral do Semae, foi iniciada em junho de 2012, mas não teve sequência. O governo anterior paralisou a obra. O não cumprimento dos prazos prejudicou os pedidos de financiamento feitos pela autarquia. Sua retomada ocorreu em 12 de junho de 2017 e, nesse momento, ultrapassa a marca de 60% do projeto executado.

Ontem, em Brasília, o gerente de projetos do Departamento de Financiamentos de Projetos de Saneamento, Maurício Santos, informou que todas as questões técnicas e administrativas do projeto da ETE Pradinho estão sanadas, inclusive no que se refere ao andamento da ampliação da ETE Vicentina. “A liberação do recurso está no último estágio, aguardando a assinatura do Ministro”.

Avançar Cidades

Em reunião no Ministério das Cidades, nessa segunda-feira (14), o diretor-geral do Semae, Anderson Etter, e o diretor de Planejamento e Expansão da autarquia, Júlio Macedo, também trataram do Avançar Cidades.

Em dezembro, São Leopoldo foi pré-selecionado com quatro projetos no programa do Ministério: três do Serviço Municipal de Água e Esgotos e um da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

As propostas foram submetidas à avaliação da Caixa Econômica Federal (CEF), que liberará os recursos para execução. Na capital federal, os diretores do Semae foram informados de que resta a manifestação da Gerência Executiva de Governo (GIGOV) da CEF e que o resultado final será divulgado até 30 de junho.

Saiba mais

Dos 1.200 projetos inscritos em todo o Brasil, 225 foram previamente aprovados. Os de São Leopoldo são: 1) SES Bacia Santos Dumont; 2) substituição de redes de abastecimento de água de cimento amianto; 3) gestão de resíduos sólidos e 4) setorização de abastecimento de água, que juntos ultrapassam R$ 90 milhões.

Colaboração: Assessoria de Marketing do SEMAE/SL

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovale.com.br

Publicidade

quero-quero-banner-1024x97

2016 - Todos os direitos Reservados