Publicidade

São Leopoldo: Representantes da Segurança, anunciam redução de índices de criminalidade na cidade

14 de julho, 2018 às 17:10 - por Redação do www.visaodovale.com.br

Foto: Thales Ferreira

Durante a reunião ordinária do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) foram apresentados os indicadores de criminalidade do primeiro semestre de 2018. De acordo com dados da Guarda Civil Municipal (GCM), da Brigada Militar (BM) e da Polícia Civil, no primeiro semestre de 2018, houve uma redução nos índices de criminalidade em São Leopoldo comparados aos números do mesmo período do ano passado. O encontro ocorreu na quinta-feira, 12 de julho, na sala de reuniões do Gabinete do Prefeito e foi coordenado pelo secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Comunitária, Carlos Sant’Ana. Também foi discutidas formas para a construção de uma nova sede da Polícia Civil no município.

Sant”Ana falou sobre os números e destacou a redução de homicídios e a recuperação de veículos roubados ou furtados em São Leopoldo. “Neste mesmo período do ano passado foram registrados 70 homicídios. Agora em 2018, o número caiu para 25. A queda está relacionada ao trabalho integrado entres as forças de segurança, Polícia Civil, Brigada Militar, Guarda Civil Municipal e a Polícia Rodoviária Federal”, apontou.

O delegado Rosalino Seara também credita ao trabalho integrado a redução do número de veículos roubados. “Nos primeiros seis meses de 2018 tivemos na cidade 219 veículos roubados, contra 364 no mesmo período de 2017. Os furtos de veículos somaram 243 ocorrências nos seis primeiros meses de 2017 e em 2018 caíram para 170”, revelou o delegado.

O agente da GCM Cléber Ávila, falou sobre a atuação da Guarda Civil neste primeiro semestre. “Foram realizadas 34 Operações Balada Segura, com 2.420 abordagens e 426 autuações por ingestão de álcool ao volante. No primeiro semestre de 2018, foram 23 blitze, com 2.869 abordagens e 305 autuações. Já os testes de “bafômetro” chegaram ao número de 2.341 com 120 autuações em 2017. Nos seis primeiros meses deste ano, alcançamos a marca de 2.799 testes com 32 autuações”, esclareceu o agende Cleber.

Prefeitura apoia Polícia Civil para obter nova sede
O prefeito Ary Vanazzi, disse que a Prefeitura tentará todas as possibilidades para viabilizar uma nova estrutura condizente com as necessidades da Polícia Civil. Vanazzi sugeriu a criação de um Grupo de Trabalho para encaminhamentos práticos. “Vamos começar oficializando ao Governo do Estado sobre nossa intenção de apoiar a Polícia Civil na construção de sua nova sede na cidade. Depois vamos identificar, definir, apresentar e visitar as áreas do município onde pode ser construída a nova Central de Polícia. Também queremos avaliar as áreas do Estado disponíveis no município, como a própria sede da DPPA e o antigo fórum”, explicou o prefeito. Essa movimentação deve ser efetuada em 30 dias. A partir disso será constituído o GT que cuidará dos trâmites burocráticos para formalizar a parceria, buscar recursos e executar a obra.

De acordo com o integrante da Polícia Civil, Fábio Lopes, uma das opções é o prédio do Antigo Fórum na avinda João Corrêa. “O Estado precisa colocar na administração da Secretaria de Segurança Pública (SSP) o prédio do antigo fórum, que hoje está vinculado à Secretaria de Educação para podermos verificar a possibilidade de utilizá-lo”, frisou.

Colaboração: SCOM/PMSL

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovale.com.br

Publicidade

conexão

2016 - Todos os direitos Reservados