Hoje é sábado, 16 de dezembro de 2017

Publicidade

Radar do Quero-Quero – E os nada a ver da semana no Reino

11 de agosto, 2017 às 10:13 - por Bado Jacoby

  1. Ainda não apareceu a explicação: Até hoje não se fez bem explicado a licitação que escolheu uma emissora de rádio da cidade para ter a exclusividade de transmissão dos programas da Câmara de Vereadores de São Leopoldo. Uma licitação muito “discreta” para não se falar secreta, onde praticamente só uma empresa poderia ganhar e ganhou, critérios de audiência bastantes questionáveis e assim por diante.
  2. O Livro dos milagres está sendo escrito: Pode ser considerado um milagre se conseguir ultrapassar as exigências da administração municipal em todos os municípios gaúchos. Infelizmente, São Leopoldo consegue ser mais complicado ainda do que a média e talvez venha a ser a capa deste livro sobre acontecimentos milagrosos que no caso vem a ser, a abertura de uma empresa, seja ela de qualquer porte. Apenas um exemplo já mostra o que acontece na burocracia das exigências para a tarefa hercúlea de abertura de empresa: 1) O contribuinte entra com a documentação exigida faz o protocolo no setor X e fica aguardando um retorno; 2) Depois de +_ 60 dias ele entra em contato e recebe a informação que o processo ainda não andou por isto e aquilo; 3) Mais 30 dias e o processo se movimentou.. ufa alegria e esperança!!! Mas, a alegria dura pouco e ele recebe a informação de que vai precisar levar todos os os mesmos documentos entregues lá atrás no protocolo pq os mesmos não valem no outro setor da prefeitura e ainda, tem que serem originais ou autenticados. Ou seja, o herói nacional vai começar tudo de novo………….
  3. Sofre falta de dinheiro nos cofres da Prefeitura 1: Em São Leopoldo causa estranheza este reclame, pq as dificuldades em se abrir uma empresa são diretamente proporcionais a renúncia de receitas que estas empresas podem gerar se estivessem em tempo mais civilizado conseguindo funcionar e gerando impostos para a cidade e também empregos que tanto estão fazendo falta.
  4. Sobre falta de dinheiro nos cofres da Prefeitura 2: Também é inexplicável que esteja se abrindo mão de mais de R$ 180 mil por ano de receitas quando é prorrogado a concessão para a exploração da super valorizada área pertencente ao município conhecida como rua 24 horas. Esta prorrogação foi aprovada pela Câmara sem que a mesma, fizesse qualquer questionamento ou estudo deste prejuízo aos cofres públicos e a cidadania Leopoldense.

E segue a vida no Reino de Castela……………..

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovale.com.br

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados