Hoje é sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Publicidade

PONTO FINAL NA FESTA DA MARGINÁLIA – Artigo de Everton Cury

11 de setembro, 2017 às 11:20 - por Everton Cury

Caso não tenha um plano de saúde particular, a chance do cidadão brasileiro em padecer em um fila de espera aguardando por um atendimento médico, que nem sempre chega a tempo, é enorme.
Sem altos muros, grades, cercas elétricas, cães e vigilância privada, sua residência corre seríssimos riscos de ser visitada por convidados indesejados.
Não havendo reservas financeiras para o pagamento de um, nem tão bom, ensino privado, o estudante brasileiro está sujeito a terminar o ensino básico como um analfabeto funcional.
Acabemos com os pedágios para ver o que restará de nossas precárias rodovias ?
E assim eu poderia seguir enumerando uma infinidade de itens para chamar a atenção à uma realidade chocante, diria até, dilacerante para a nação brasileira, ou seja, pagamos, sofremos e nada recebemos de volta.
Esperar pelos governos, sejam eles em qualquer esfera (municipal, estadual ou federal) foi e sempre será uma tremenda tolice. Muitos dizem : Esqueçam dos governantes, toquem seus negócios, suas vidas. O povo é dependente e cobra tudo de quem está no poder, espera que os que lá estejam venham a resolver os seus problemas….. e por aí a fora disseminam-se as mais diversas colocações.
No entanto, é inegável que, num país onde o Estado detenha tamanha força e tamanho poder, se espere algo em troca.
Em síntese, não temos, educação, saúde,segurança e precária infraestrutura e, penso, não estar relatando nada de novo.
Assim é que, neste país em que a impunidade impera e os gestores só pensam e se locupletar, quem trabalha e quem gera renda acaba sempre sendo o mais lesado.
Não há como imaginar que este pessoal que faz da política sua carreira profissional, esteja preocupado com a evolução da nação e, consequente, bem estar do povo. Já nos deram mostras históricas de que o interesse é particular, agem em benefício próprio e dos seus, nada mais é importante para esta marginália.
Já passou da hora do contribuinte que paga com o seu suor todas por estas mordomias, dar um basta nisto.
População trabalhadora e empresários que geram renda e riqueza devem sim, unir-se e numa demonstração de força praticar a DESOBEDIÊNCIA FISCAL.
É utópico? Até pode ser, mas talvez vez fosse uma forma eficaz de acabar com a interminável festa da marginália.
Governos, sejam de que ideologia forem, já nos deram provas inequívocas de que, uma vez no poder, são todos iguais, possessivos, irresponsáveis e tremendamente gananciosos.
Quem aceita pagar por algo que não recebe em troca? Vejamos no dia a dia dos negócios e do nosso cotidiano em geral. Não aceitamos pagar por algo que não nos será entregue, então porque não usar do mesmo raciocínio para com esta corja que nos governa com sarcasmo e impiedade?
Boicote ao recolhimento de impostos: JÁ.

Autor

Everton Cury

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados