Hoje é sábado, 16 de dezembro de 2017

Publicidade

ENTENDA O QUE É O RECALQUE E A PSIQUE DE PESSOAS RECALCADAS – Artigo de Jackson César buonocore

27 de novembro, 2017 às 08:51 - por Jackson César Buonocore

O recalque  é uma das bases fundamentais da psicanálise, que constitui em um mecanismo da psique que envia para o inconsciente emoções, pulsões e afetos que são vistos como repulsivos para determinadas pessoas.

Freud caracterizou o recalque  como um processo em que alguns sujeitos procuram manter  ao nível do inconsciente várias memórias, que imergem no esquecimento, reprimindo de modo temporário os conflitos causadores de angústia. Mas tais recalcamentos são capazes de entrar em choque com a visão que as pessoas têm de si mesmas e nas suas relações com o mundo.

Quando se fala que existem pessoas recalcadas, significa que elas estão descontentes sobre certos assuntos ou situações, policiando esses conteúdos que ficam sempre voltando, empurrando-os para dentro emoções que estavam quase saindo.

De modo literal, pessoas recalcadas são aquelas que, frequentemente, calcam os seus desejos e tiram conclusões erradas, apoiadas em suposições quando sentem perigos contra si e seus valores. É por isso,  que os recalcados buscam ganhar algum tipo de prazer através de sinais do  inconsciente, como os  sonhos, os  atos falhos ou os sintomas neuróticos.

Sempre que os recalcados se deparam com gente liberando, livremente, os seus desejos, a primeira coisa que fazem é reprimir os outros, falando mal de todos, pois eles têm inveja e uma necessidade doentia de reconhecimento.

Portanto, são homens e mulheres frustrados e com enormes dificuldades de conectar com seus próprios sentimentos, fazendo de cada momento da vida, um eterno sofrimento.

Um exemplo é a paciente de Freud, Dora: uma jovem burguesa da era vitoriana, que se casou virgem, mas seria deplorável para ela se imaginar fazendo felação no amigo do seu pai. Esse desejo não se ajustava à imagem de moça pura que ela deveria ser. Então, Dora recalca essa fantasia, passando a sofrer de tosse nervosa e falta de voz.

Hoje existem inúmeros casos, que são visíveis nas redes sociais e no cotidiano, onde temos que estabelecer relacionamentos por questões familiares, sociais e profissionais com recalcados, que apresentam os seguintes recalcamentos:

  1. Baixa autoestima, isolamento ou autopunição;
  2. Raiva de ser contrariados por algum assunto, que não gostam de ouvir;
  3. Não aceitam ser visto abaixo de ninguém e desvalorizam os outros;
  4. Fogem para não ser julgados e não aceitam críticas;
  5. Atacam os outros apontando seus defeitos com exageros.

O recalque, muitas vezes, é comparado equivocadamente com à inveja, por apresentar aspectos similares. Porém, são sentimentos que operam no inconsciente e no consciente dos recalcados com intensidades diferentes. Enfim, os recalcados necessitam de ajuda terapêutica para direcionar a sua energia para si mesmos, na busca de conseguir e melhorar qualidades que gostariam que fossem suas, e com isso deletariam, definitivamente, do seu inconsciente os sintomas neuróticos do recalque.

Jackson César Buonocore é sociólogo e psicanalista

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados