Hoje é segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Publicidade

Em tempos de vacas magras, governo de São Leopoldo abre mão de R$ 180 mil com a justificativa que não teve tempo para tratar do assunto

04 de agosto, 2017 às 21:50 - por Bado Jacoby

A sessão da Câmara de Vereadores desta quinta-feira dia 03/08 fez lembrar, as gritarias dos tempos dos senhores da excelência em gestão e a Presidente da mesa Vereadora Edite Lisboa(PSB) teve muitas dificuldades para comandar e controlar os ânimos dos vereadores e platéia que lotou as dependências da casa do povo.

A fala dos dos Vereadores e Vereadoras, ficou focada na decisão do TSE que confirmou a candidatura do Prefeito Ary Vanazzi e o grande debate foi do mundo contra o Vereador Marcelo Buz(PMDB) que representa a mais alta voz de oposição ao governo atual. Diante da nova realidade pela votação no TSE, o que mais chamou a atenção, foi o comportamento de parte da base governista que andava rebelde com o governo e os antigos beicinhos dengosos de vereadores(as) que se sentiam mal amados, ficaram em Brasília junto com a decisão do TSE.

De todas as propostas enviadas pelo governo municipal, o que causou maior debate e que realmente,  difícil de entender foi o que propõe a prorrogação do espaço público chamado de Rua 24 horas  por mais 12 meses com um valor irrisório de R$ 4.500,00 mensais e que teve apenas no Vereador Buz um voto contrário.

Não tem justificativa o que o governo passou por intermédio do Secretário Olimar do SEDETEC  que o valor  é baixo pelo motivo que a empresa que administra o espaço, faz a manutenção da área.

O governo de São Leopoldo está abrindo mão de mais de R$ 15 mil mensais e isto fica complicado de entender quando o mesmo, fala da falta de recursos nos cofres da prefeitura. E o mais constrangedor de tudo, é que a maioria dos Vereadores apoiou esta proposta absurda.

Nada justifica, que um governo que já está estabelecido a sete meses, não tenha conseguido dar atenção para algo não tão complicado e que só depende dele mesmo e por isto, vai abrir mão de uma receita de pelo menos  R$ 180 mil em um ano. E é sempre bom lembrar, que este assunto foi tratado a cerca de 60 dias na câmara e o Secretário Olimar representando o governo prometeu trazer mais informações tipo por exemplo, avaliações do setor imobiliário e isto nada apareceu na sessão que aprovou este lesa pátria com as finanças de São Leopoldo.

E segue a vida no Reino de Castela………….

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovale.com.br

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados