Publicidade

Dilma tinha razão – Artigo de Ibanês Mariano

08 de junho, 2018 às 19:18 - por Ibanês Mariano

Em um vídeo que circula nas redes sociais a ex-presidente Dilma Rousseff avisou que o golpe concretizado contra seu mandato, legitimamente conquistado nas urnas, era na verdade contra o povo e contra uma agenda de fortalecimento internacional do Brasil e de extinção (esta é a palavra) das intensas conquistas sociais iniciadas por Lula e continuadas por ela (Dilma).

Os grupos e partidos que, até então sustentavam governos do PT e do PSDB resolveram se unir, num primeiro momento sob o comando do derrotado Aécio Neves (hoje radioativo) e Eduardo Cunha (PMDB) (hoje preso) que trabalhavam intensamente para inviabilizar o governo recém-eleito. As chamadas pautas bombas trancaram o país a partir de 2015. Ao falarmos em crise internacional que afeta nosso país gravemente, também podemos mencionar que os efeitos desta foram acentuados pela crise política promovida pela birra de um candidato derrotado e por um ladrão contumaz na presidência da câmara dos deputados.

Mas eles tinham um objetivo: acentuar a crise para poderem aplicar seus remédios. As máximas de sua ação eram: “O Brasil precisa voltar a dar lucro”, dita por Aécio Neves em uma palestra de empresários paulistas que reclamavam da política de valorização do salário mínimo de Lula e Dilma. Outra: “Os direitos sociais da Constituição de 1988 não cabem no PIB”, absurdo dito e repetido por quase trinta anos pelos setores conservadores para bloquearem a inclusão dos pobres no orçamento público federal.

Por mais que os golpistas (dentre eles a grande mídia) se esforçassem para negar o golpe, para negar que a democracia e o povo foram golpeados, seus atos só fazem confirmar. Se não vejamos: golpearam os direitos trabalhistas prometendo mais empregos e, o desemprego se acresceu de mais 1.7 milhões de pessoas nestes poucos meses de aprovação desta lei. No total, o Brasil esta atingindo 15 milhões de desempregados, sendo que 40% destes são jovens; aprovaram o congelamento dos gastos sociais (na verdade investimentos) por 20 anos. Um absurdo estúpido que esta sugando os serviços municipais e destruindo uma gigantesca rede de atenção social, de dar inveja a países ricos, criada por Lula e Dilma; tentaram golpear a Aposentadoria dos trabalhadores. Só não conseguiram por que Michel Temer foi grampeado combinado roubo e manutenção de mesadas aos seus amigos presos em plena garagem da residência oficial da presidência da republica.

Recentemente vivemos uma paralisação de caminhoneiros que trancaram o pais. Esta ação serviu para mostrar o grave erro que as classes médias cometeram ao apoiarem a queda de uma presidente honesta para que este consórcio de ladrões assumisse o país. A atitude dos caminhoneiros mostrou ao Brasil a tragédia deste governo impopular (Temer amarga 94% de rejeição popular) que tem uma péssima imagem internacional e que só quer saber de vender as nossas riquezas a preço barato. Este consórcio comandado por MDB/PSDB custa caro ao Brasil.

A Petrobrás que foi alardeada pela grande mídia como se estivesse quebrada (por sinal uma das grandes mentiras marteladas “globalmente” na cabeça das pessoas,) tratada por eles como jóia do golpe, esta sendo vendida aos pedaços. A nossa multinacional do petrélo servia ao Brasil nos governos Lula e Dilma, mas, nestes dois anos, gerida por um tucano privatista da cepa que tornou a empresa refém do mercado financeiro e algoz do povo brasileiro. Pedro Parente (já demitido) tornou parte desta estrutura de refino ociosa para poder aumentar a importação de óleo diesel refinado nos EUA, principalmente e exportar mais óleo cru. Isto fez com que nos tornássemos mais dependentes das grandes petroleiras. O resultado desta desastrosa política de preços foram 230 reajustes em dois anos, sendo que, nos últimos meses os aumentos de preços foram diários. A desculpa era alinhar os nossos preços aos praticados no mercado internacional. Mentira comprovada, visto que o preço dos combustíveis no Brasil esta 50% maior que os praticados no mundo. Parente, cria de FHC, administrou a Petrobrás para dar lucro aos investidores e de costas para o povo brasileiro.

Retomando o início do artigo para provar mais o que Dilma disse, o governo Temer culpou os impostos pelo preço dos combustíveis e tirou mais recursos preciosos dos municípios para acabar com a greve dos caminhoneiros.  Mais uma vez mentiram ao povo, pois quando arrancaram a Presidente Dilma do poder a gasolina custava R$2, 70 e os impostos eram os mesmos. Novamente, quando surge um problema o governo Temer retira o corpo e joga a conta para os cidadãos. Repito: este governo custa caro ao Brasil.

Dilma tinha razão e quanto mais avançamos no tempo, mais fica claro que o problema eram os resultados positivos do seu governo e o de Lula(preso injustamente e liderando todas as pesquisas eleitorais) para o bem do povo. O Brasil saiu de um governo que tinha projeção internacional e promovia justiça social para um governo notadamente corrupto, que só não há uma renuncia coletiva por que a cúpula do governo Temer pode ser presa no outro dia, inclusive o próprio presidente. Não se pode governar o Brasil para o Deus Mercado e deixando de lado o povo. Uma hora destas o gigante acorda…

Ibanês Mariano é  Historiador

Publicidade

quero-quero-banner-1024x97

2016 - Todos os direitos Reservados