Hoje é quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Publicidade

CHAMAM A ISSO DEMOCRACIA? – Crônica de João Eichbaum

31 de julho, 2017 às 11:20 - por João Eichbaum

O quadro que se desenha dentro da Câmara dos Deputados, para decidir sobre o recebimento ou a rejeição da denúncia contra Temer, mostra a falsa concepção de democracia com que o povo é engambelado pelos políticos neste pobre país.

Em primeiro lugar: valem mais os votos contra, do que os votos a favor do Temer. Quer dizer, se o número de votos contra o presidente não atingir dois terços dos deputados que compõem a Câmara, a denúncia será rejeitada.

 Nesse caso, pouco importará quantos tenham sido os votos reais que recusam o recebimento da peça acusatória. Nem mesmo será levado em conta o número de deputados presentes, desde que haja o quorum regulamentar necessário.

Diz-se que há deputados receosos de comparecer no plenário, votando a favor de Temer, porque isso lhes renderá desprestígio perante os eleitores, cobranças, e uma imagem difícil de reverter. Por isso, preferem esconder a cara. E, escondendo a cara, livrarão o Temer.

Sobre a oposição, espalha-se por aí que o PT, especialmente, diz uma coisa mas, na realidade, quer outra. O Partido de Lula está de olho nas próximas eleições. Ele aposta na descrença do povo. A manutenção de Temer no governo, diante da maciça reprovação popular, construirá um quadro favorável para o discurso petista.

Assim é a política. Ou melhor, a tão falada, a tão exaltada, a tão idolatrada democracia. Ela não passa de um instrumento a serviço da ganância pelo poder, a serviço da vaidade, a serviço do ego.

O que menos conta é a vontade do povo. O povo é obrigado a engolir as  coisas ruins, as propinas, o aumento dos impostos, os remendos chamados de reformas, a falta de saúde, de segurança, de educação, de emprego, transporte, moradia…ah, nada disso é levado em consideração.

Ora, se o povo está achando ruim o governo do Temer, por qual razão um deputado, eleito pelo povo, irá dizer que o governo está bom? Por qual razão irá outro deputado se omitir, sabendo que o seu silêncio implicará voto a favor do presidente rejeitado pela população?

E a oposição, essa que está de olho nas próximas eleições, por que apostará no “quanto pior, melhor”? Por que prefere ignorar a vontade do povo, entregando-o ao mau governo, colaborando com as mazelas que constroem a infelicidade da nação?

A isso se pode chamar democracia? Esse é o governo do povo pelo povo e para o povo? Não. Esse é um método criminoso contra a democracia, porque retira o poder do povo e o submete a caprichos pessoais e de grupos que só miram o poder. Nada que seja alheio à tipologia humana. Mas, os políticos podiam mentir menos.

 

Autor

João Eichbaum

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados