Hoje é sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Publicidade

E NUNCA CALÇARA!!! – Artigo de Everton Cury

22 de agosto, 2017 às 09:50 - por Everton Cury

E NUNCA CALÇARÁ…

Há alguns meses atrás, quando o Esporte Clube Novo Hamburgo se preparava para disputar as partidas finais do Gauchão 2017, quando entrevistado pela imprensa, diversas vezes falei sobre a importância de D’Alessandro para o Inter. Inclusive, me referia ao grande jogador, dizendo que era o único craque do futebol gaúcho.
Para muitos, poderia até representar uma demasia chamá-lo de craque, mas atreva-se a dizer o contrário à um torcedor colorado????
Fui muito criticado, principalmente pelos furiosos torcedores tricolores, quando questionado pelo jornalista Luiz Carlos Reche em seu prestigiadíssimo programa Cadeira Cativa, sobre o porquê de não considerar Miller Bolaños tão bom ou até melhor do que D’Ale?
Para minha surpresa, a resposta que dei repercutiu até nos principais órgãos de imprensa do Equador, fui taxativo dizendo que: ” Bolaños não calça a chuteira do craque colorado”.
Fui atacado por tsunamis de ira dos gremistas, acompanhados de um bombardeio de insinuações de que, por me identificar com o as cores vermelha e branca, o Nóia certamente seria facilmente derrotado pelo Internacional.
O tempo passou, o Nóia venceu e Bolaños assinou embaixo a minha afirmação.
Hoje, retorno aqui para dizer que Bolaños não calçaria e certamente jamais calçará a chuteira de D’Ale.
Aparecerá alguém para me contestar agora?

POUCO VALOR

Que Novo Hamburgo é um município que pouco valoriza os seus, que não tem um pingo de sensibilidade para fazer um afago à quem leva seu nome para além fronteiras e que até faz pouco caso das conquistas dos seus munícipes, não representa novidade.
No entanto, este descaso em relação ao Nóia, é algo que impressiona.
Após muitas fotos e homenagens locais, com o intuito único e exclusivo de aproveitar o momento, executivo e legislativo não tiveram um ato propositivo para sequer divulgar a conquista do título gaúcho pelo anilado.
Desafio, à quem quer que seja, que busque no território hamburguense uma única alusão ao título conquistado pelo clube.
A prefeita Fátima Daudt, saiu-se muito bem em entrevistas e fotos, tirando uma “casquinha” do bom momento.
A Câmara de vereadores saiu correndo atrás da taça de campeão e de uma sessão extraordinária que rendeu, inclusive, a exoneração do mestre de cerimônias por não ter chamado o vereador Inspetor Luz do PMDB para a entrega de um dos quadros homenageando a conquista à um dos integrantes da comitiva do clube. Nada mais.
Atendidas as vaidades e necessidades de auto promoção de nossos nobres governantes, além dos muros do Estádio do Vale, nada mais lembra a conquista única do time local em 106 anos de história. E já se passaram mais de 3 meses do feito,
Indagada em cerimônia pública, por este que vos escreve, a prefeita disse que aguarda do DNIT autorização para pintar frase alusiva a conquista no viaduto que liga a av. Sete de Setembro à BR-116.
E há ainda quem insista em fazer futebol na ex-Capital Nacional do Calçado.

SOMENTE UM PITACO

A tão badalada Reforma Política que está por vir, não passa de cortina de fumaça para a marginália de Brasília, mais uma vez, espoliar o país.
Misturam a reforma com o Fundo Partidário, engambelam, tiram o foco.
Estão preocupados é com o financiamento de campanha, depois, como apêndice, farão a reforma que melhor lhes convier, buscando sempre eleger a si e aos seus, pois no Brasil, ser político e perpetuar-se no cargo e é algo que, necessariamente, tem que passar de pai para filho.
E ainda há quem acredite que este país tem solução….

Autor

Everton Cury

Publicidade

2016 - Todos os direitos Reservados